Porque eu gosto dele

Estou ensinando uma criança de seis anos a ler, o Gui. Seis anos e eleitor do Bruno Covas, me entregou um santinho do candidato.

A menos lida da internet

Alguém me lê aqui? Claro que não. O ano é 2020 e estamos no limbo.

Não é sobre você

Aos 35 anos e após um casamento traumático, Tião dedicava-se ao Twitter. Seguido por 101 mil usuários, era o que chamavam de influenciador. Seus conteúdos eram irônicos, engraçados, frases curtas com piadas etc. E seu humor chamou a atenção de Selena. Ela ria do que ele escrevia. Ele achou o máximo. E um belo dia... Continuar Lendo →

Socorro, primeira pessoa

Em Socorro, primeira pessoa, a perspectiva da personagem que habita a janela do décimo andar. "Decidi que viveria muito tempo ali. Provavelmente a vida toda".

Um encontro e dois cenários

Camila custou, mas deu uma chance para o aplicativo de paquera. Ácido Acético Etílico Da Silva era o nome do pretendente. No seu mundo ideal, falariam de antigas civilizações, dos anos Bolsonaro, dos memes, dos intelectuais exilados em Paris, passando ainda pela última blogueira que foi cancelada e pelo menino Neymar, um injustiçado. “Ou qualquer coisa... Continuar Lendo →

Socorro, a última lúcida

Socorro espiava da janela, que se diria jaula. Cinco minutinhos apenas, pois qualquer tempo perdido poderia ser uma chance de sonhar. E quem poderia dar conta dos sonhos de Socorro? Assim, ocupava seu tempo com numerosas obrigações rigorosamente baseadas em dez mandamentos estampados em locais estratégicos do apartamento.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑